O Aspecto Dourado do Outono

Um Espírito de Calma, Sabedoria e Maturidade

Por Lin Yutang
Trecho de artigo original em Inglês traduzido e adaptado por mim.

Chega uma época em nossas vidas como nações e indivíduos em que somos impregnados pelo espírito do outono precoce, no qual o verde é misturado com o dourado, a tristeza é misturada com a alegria e a esperança é misturada com a reminiscência.

Chega uma época em nossas vidas em que a inocência da primavera é uma memória e a exuberância do verão uma canção cujos ecos enfraquecidos permanecem no ar; quando, enquanto olhamos para a vida, o problema não é como crescer, mas como viver verdadeiramente; não como tentar e trabalhar, mas como apreciar os momentos preciosos que temos; não como desperdiçar nossa energia, mas como conservá-la em preparação ao inverno vindouro. Um senso de haver chegado em algum lugar, de haver-se assentado e descoberto o que queremos. Um senso de ter alcançado algo também, muito pouco comparado à exuberância passada, mas ainda assim alguma coisa, como uma floresta de outono tosada de sua glória de verão porém retendo dela tanto que irá resistir.

Eu gosto da primavera, mas é muito jovem. Gosto do verão, mas é muito orgulhoso. Então, gosto mais do outono, porque suas folhas são um pouco amarelas, seu tom mais suave, suas cores mais ricas, e é tingido com um pouco de tristeza e um pressentimento de morte. Sua riqueza dourada fala não da inocência da primavera, não da energia do verão, mas da maturidade e da sabedoria gentil da época que se aproxima. Conhece as limitações, e da sua riqueza de experiências emerge uma sinfonia de cores, a mais rica de todas: o seu verde falando de vida e força, o seu alaranjado falando de conteúdo dourado e o seu roxo de resignação e morte. E a lua brilha sobre ele, e sua fronte parece branca com os reflexos, mas quando o sol poente o toca com um brilho noturno, ainda consegue sorrir jubilosamente.

Autumn colours surround the Tu Hwnt i'r Bont tearooms on the banks of the River Conwy

Foto (clique para ampliar): Tu Hwnt i’r Bont Tearoom, em Llanrwst, País de Gales